terça-feira, junho 22, 2010

O tempo do amor

O tempo passa e nós mudamos, evoluímos, criamos novas ideias, ficamos melhores ou piores enfim crescemos.
Assim como no amor os dias passam, e quando estamos com alguém que somos apaixonados e essa pessoa é perfeita aos nossos olhos com o tempo ocorre mudanças, manias que antes eram tão legais se tornam estressantes, coisas que ele gostava se tornam chatas.
E com o tempo percebemos que essa pessoa não era assim tão perfeita, pois o coração dos apaixonados esconde tudo que há de ruim em alguém e ás torna perfeitas para o nosso ponto de vista.
Talvez se não fosse assim, nunca nos apaixonaríamos, nunca viveríamos grandes histórias de amor. Afinal quem se apaixona por defeitos?
Com o tempo não passamos a criar pontos negativos nas pessoas, passamos a enxergá-las de verdade, como elas realmente são.
E isso não quer dizer que o amor acabou, apenas quer dizer que aquela pessoa já não é mais tão ideal quanto antes imaginamos que fosse, ela não é na verdade quem queríamos que ela fosse(:

10 comentários:

Tary disse...

Amei, Mari! O amor é mesmo cego, mas às vezes até gostamos e rimos dos defeitinhos irritantes da pessoa amada. No fundo o que temos que aprender é que não podemos mudar ninguém... e sim conviver com os erros, manias e defeitos.
Beijo!

alana p. disse...

eu concordo eu tudo que você disse. como a menina disse no comentário ai de cima, "o amor é cego".
acho que isso é meio por conta da rotina. Mas não tem como sair dela. E a cada segundo que passa, a gente acaba descobrindo tudo nas pessoas, e um hora chega a ser mesmice, e as vezes não nos agrada.
lindo texto. continue assim, bjs
obrigada pela visita em meu blog. ^^

Karen Dayse disse...

Lindo, lindo! Adorei, você escreve muito bem !
Estou seguindo viu?

Visite meus blogs:
www.tudocomcaprichoo.blogspot.com
www.queriaserescritora.blogspot.com

Beijos ;DD

Karine Melo disse...

Suas palavras e reflexões são belas!

Te seguindo ;**

Natália Firmo disse...

Ameii o post flôr...de fato nos encantamos...parece que a vida será uma tarde de domingo ensolarada pra sempre...mas vem a primavera que nos floresce e o Outono pra colocar nossos pensamentos em ordem...ñ existe pessoas perfeitas, idealizamos d+...mas o verdadeiro amor supera tudo isso...eu estou esperando por ele...rs!

Blogbeijooos, obrigada pelas visitas!

Natália Firmo disse...

Muitooo bom...ameiii...!

De fato idealizamos D+...não existe pessoas perfeitas, existem pessoas que nos surpreendem e fazem das nossas vidas um eterno jardim...rs!


Blogbeijooos!

Gilmar disse...

É assim mesmo, Mari! Somos surpreendidos por alguém que não conhecemos, por incompletudes que sequer imaginávamos existir e por "defeitos" que jamais pensaríamos acolher.

Mas também é assim que aprendemos cumplicidade. Também é assim que aprendemos a tecer a maturidade revisionista. E também é assim que aprendemos, no outro, nossas imperfeições.

E, por falar em imperfeições, não fosse o amor regado por tantas imperfeições, não ousaríamos buscá-lo, na essência do que realmente ele é!

Abraços!

... disse...

o amor é uma fruta que amadurece, e que, se não for colhida, apodrece e cai...


lindo seu post, Beijos!

Débora Panterellas disse...

De fato, quase nunca, as pessoas são como queriamos que fossem.

Obrigada pela sua visita linda, volte sempre! Beijos :*

Mari disse...

Muito obrigada pelas visitas e comentarios!
Fiquei muito feliz e espero que voltem sempre ;)
Beijoos;*